Descubra os 6 principais motivos que te deixam inseguro no trabalho!

Conheça os 6 motivos que causam insegurança no trabalho e o que fazer para resolver este problema.

  • 19/02/2019
  • Por: BSL Idiomas

Primeiramente, a insegurança no trabalho pode prejudicar não só o seu emprego, mas, também a sua ascensão profissional.

As empresas procuram, cada vez mais, profissionais assertivos e determinados para ocupar os cargos, independente do setor, pois, precisam de pessoas que antecipem problemas e não se escondam deles.

Também não é novidade que os profissionais que desejam assumir cargos de gestão e liderança devem saber como lidar com uma série de conflitos e pressão.

Esses motivos deixam claro que a insegurança no trabalho deve ser avaliada e solucionada para garantir seu lugar no mercado de trabalho.

Por isso, antes de mais nada, neste post reunimos vários motivos que levam a se sentir inseguro no trabalho, bem como o que você deve fazer para fugir das armadilhas que acabam com a sua confiança.

Acompanhe!

 

 

É normal sentir insegurança no trabalho algumas vezes

É natural sentir medo e insegurança de vez em quando. Na verdade, esse mecanismo faz parte do nosso instinto de sobrevivência, permitindo que sobrevivêssemos como espécie.

Atualmente, ele pode ser usado como um alerta de que você precisa se preparar melhor para situações inesperadas ou para solucionar problemas complicados no trabalho.

O problema é que alguns profissionais acabam paralisados pelo medo e pela insegurança no trabalho, o que acarreta a perda de inúmeras oportunidades na carreira e a dificuldade de se sentir satisfeito tanto em âmbito pessoal quando profissional.

A tendência é que essas pessoas busquem sempre uma zona de conforto e uma segurança no emprego.

No entanto, nos dias de hoje, toda segurança com relação ao trabalho é fantasiosa. As constantes crises econômicas e a crescente concorrência, levam os empresários a tomarem as decisões necessárias para manter o lucro e a sobrevivência no mercado.

Nesse cenário, frequentemente, profissionais extremamente capacitados são demitidos. Imagine, então, aqueles que são inseguros ou despreparados.

 

 

6 motivos que causam a insegurança no trabalho

 

Existem diversos fatores que podem causar insegurança no trabalho. Quando não resolvida, ela pode gerar ansiedade e estresse que vão se acumulando até afetar sua saúde física e emocional.

Por isso, você deve ficar atento aos motivos que causam esses problemas.

 

 

1 – Baixa autoconfiança

A baixa autoconfiança é um dos principais motivos que causam insegurança no trabalho.

Um profissional sem autoconfiança permanece sempre no mesmo lugar, sem qualquer perspectiva de melhoria ou evolução, esperando ordens para fazer o que precisa ser feito.

Esse não é o profissional que o mercado procura, atualmente, pois todas as empresas e organizações desejam indivíduos competentes e autoconfiantes, que conseguem caminhar sozinhos.

Por outro lado, uma pessoa autoconfiante não tem medo de se arriscar e ir atrás de seus objetivos, pois, vê tudo como um aprendizado e uma oportunidade de evoluir cada vez mais.

Ela confia no seu trabalho e na sua capacidade de crescer — seja diante dos problemas ou nos momentos de vitória.

 

 

Por isso, é a característica que faz toda a diferença na sua vida profissional. Com ela, você apresenta um desempenho muito melhor no seu trabalho.

Uma das melhores maneiras de adquirir mais confiança é através da percepção da sua capacidade.

Para isso, você deve identificar seus pontos fortes, encontrando formas de integrá-los às suas atividades diárias. Ao se guiar pelos seus pontos fortes, você ficará mais engajado e energizado e, consequentemente, mais autoconfiante.

Identifique também os seus pontos fracos, pois, frequentemente, eles são a fonte da sua insegurança no trabalho. Você pode elaborar um plano de ação e se concentrar em melhorá-los através de cursos e treinamentos.

Enfrentar suas fraquezas e fazer um esforço diligente para superá-las também ajudará a aumentar sua confiança.

 

 

2 – Medo de perder o emprego

Os altos índices de desemprego, fruto das frequentes crises econômicas nos últimos anos, contribuíram para alimentar a insegurança no trabalho de muitos profissionais.

É comum as empresas passarem por processos de reestruturação com reduções de custos, fusões ou aquisições que causam mudanças no quadro dos funcionários.

Esse é um risco inerente a qualquer profissão e você deve se preparar para conviver com ele da melhor maneira possível.

O problema começa quando o medo de perder o emprego toma conta dos pensamentos. Quando isso ocorre, sua energia produtiva será desviada para as preocupações, prejudicando seus resultados.

Muitos profissionais, ao vivenciar essa situação, se desmotivam, começam a faltar ou, então, apelam para o lado emotivo, contando histórias tristes de como precisam muito do seu emprego.

Infelizmente, nada disso ajuda a superar a insegurança no trabalho causada pelo medo da demissão.

Se você quer continuar a trabalhar direito, produzindo excelentes resultados, não dando motivos para ser o próximo demitido, precisa aprender a lidar com essa situação.

 

 

A primeira coisa a fazer é descobrir fatos que comprovem seu medo de perder o emprego.

 

Alguns sinais que você pode buscar são uma diminuição das tarefas que, por conta da sua função, deveriam ser suas, críticas frequentes do seu gestor sobre você e seu trabalho, ou, não estar sendo convidado para participar de reuniões importantes.

Caso não encontre nenhum indicio como os citados acima, provavelmente esse medo seja irreal e apenas exista em seus pensamentos. Neste caso, não há nada com que você precise se preocupar.

Por outro lado, se você percebeu que o perigo da demissão existe, terá dois caminhos a seguir: procurar reverter a situação e salvar seu emprego ou buscar outra posição no mercado.

Se você tiver abertura e se sentir à vontade, converse com o seu chefe sobre os seus receios. Diga-lhe que você gosta do que faz e desejaria poder continuar a trabalhar lá, dando o seu melhor.

Provavelmente, ele dirá os motivos que estão levando a empresa a considerar sua substituição e você poderá trabalhar para reverter essa decisão.

Mas, se não for o caso, e a demissão se revelar iminente, comece a se preparar, atualizando seu currículo e Linkedin, pesquisando por vagas que tenham o seu perfil e avisando sua rede de contatos que está em busca de novas oportunidades.

 

 

3 – Falar em público

Essa é outra fonte muito comum de insegurança no trabalho. Na verdade, acontece com, praticamente, todos os profissionais, quando precisam apresentar algo importante.

A boa notícia é que um pouco de nervosismo pode ser fundamental nesses momentos, já que a adrenalina, em pequena quantidade, faz com que você fique mais atento, se preparando melhor sobre o assunto que irá expor.

Portanto, se antes de apresentar um projeto importante ou discutir uma proposta que pode alavancar sua carreira, sentir o coração batendo mais forte, nada de pânico, é apenas seu organismo agindo com a “boa” intenção de protegê-lo.

O problema é quando o medo de falar em público é excessivo, comprometendo o seu desempenho e a sua imagem. Nesse caso, é comum as mãos suarem, a respiração acelerar e ocorrerem os famosos “brancos” de memória, quando as pessoas esquecem, completamente, o que deveriam dizer.

 

 

Nestes casos, são necessários alguns passos para manter o nervosismo sob controle e reduzir o excesso de adrenalina:

 

• Estude o assunto profundamente: esse é um dos melhores meios de se obter segurança em uma apresentação ou reunião de negócios. Mas, estar muito bem preparado sobre o que vai falar não significa ler algumas vezes o material a ser apresentado. É preciso conhecer o tema com profundidade, saber expô-lo por ângulos diferentes, estar preparado para as perguntas e objeções;

• Ensaie muitas vezes: quanto mais ensaios você fizer, mais domínio terá da sequência da apresentação e das conexões que deverá fazer entre os tópicos. Você pode, inclusive, simular a apresentação para amigos ou colegas do trabalho, pedindo a opinião deles. Uma visão externa sempre ajuda a identificar pontos de melhorias;

• Leve material de apoio: mesmo que você tenha domínio total da apresentação, leve anotações sobre os principais pontos a serem abordados. Você perceberá que só o fato de saber que poderá contar esse apoio, será suficiente para deixa-lo mais tranquilo;

• Comece devagar: no início de uma conversa ou apresentação é quando a adrenalina está mais ativa, contribuindo para o seu nervosismo. Por isso, procure não falar muito alto, nem muito rápido. Depois que se sentir mais tranquilo poderá soltar a voz;

Trabalhando estes pontos, você conseguirá diminuir sua insegurança no trabalho, causada por apresentações e situações de exposição em público.

 

 

4 – Ficar se comparando com os outros

A insegurança no trabalho surge, muitas vezes, quando você começa a se comparar com os outros. Essa comparação pode ser relativa à qualidade do que faz, ao seu desempenho, salário, promoções, entre outras coisas.

Independente do motivo, pode ser muito prejudicial à sua produtividade e à sua autoestima.

Afinal, sempre existirão colegas que são mais competentes ou talentosos. Provavelmente porque começaram mais cedo e já acumularam mais experiência, obtendo melhores resultados em suas profissões e carreiras.

Ao se comparar com eles, você poderá criar sentimentos negativos e começar a duvidar da sua capacidade profissional.

Portanto, não faz sentido criar comparações com essas pessoas. Em vez disso, você pode aprender com elas, com o que fizeram para chegar onde estão.

Dessa forma, você pode utilizar a comparação como uma forma de potencializar o seu crescimento. Tente iniciar uma competição consigo mesmo, se comprometendo a melhorar cada vez mais.

 

 

5 – Não saber trabalhar sob pressão

Muitas empresas possuem, em sua cultura organizacional, a competição como um dos seus valores primordiais. Fazem questão de incutir um sentimento de urgência em seus colaboradores. Instituem metas agressivas e pressionam-os por resultados cada vez maiores.

Esse ambiente de pressão acaba gerando um sentimento de insegurança no trabalho. Claramente, as pessoas começam a ter medo de perder o emprego, caso não alcancem os resultados desejados pela empresa.

Se você trabalha em um ambiente desses, precisa ter cuidado e analisar até onde é saudável permanecer no emprego.

Mesmo que você não goste de trabalhar sob pressão, existem algumas habilidades que podem ser desenvolvidas, para ajudar a lidar com esse ambiente.

 

A principal delas é a resiliência.

 

Resiliência é a capacidade de se adaptar e superar situações de risco ou dificuldade. Assim, um profissional resiliente saberá superar os obstáculos. E também conseguirá resolver problemas sem se afetar emocionalmente com esse tipo de situação.

 

 

Ou seja, ser resiliente é ser capaz de promover as mudanças necessárias para atingir os objetivos da empresa. E claro, manter as competências e habilidades, mesmo diante de adversidades.

Os efeitos da ansiedade e do estresse gerados pela pressão constante por resultados podem afetar sua produtividade. É o que mostra a pesquisa [email protected] – Health & Productivity (Saúde e Produtividade), realizada pela consultoria Willis Towers Watson em 56 empresas no Brasil.

O estudo apontou que o estresse é o principal risco à saúde dos empregados e à produtividade das organizações.

E, também adquire outros benefícios positivos como:
• lidar com as suas emoções;
• mais autoconfiança;
• ser bem-humorado;
• ser sociável e acessível;
• ser mais flexível e aceitar mudanças.

Ao se tornar mais resiliente, você perceberá que trabalhar sob pressão será uma tarefa muito menos árdua. Além disso, entregará um ótimo desempenho e será capaz de cumprir as metas mais ousadas.

Um profissional com essas características é desejado pelas organizações. Isso se dá justamente pelo fato de que o dia a dia empresarial impõe constantemente novos desafios a serem superados.

 

 

6 – Não saber falar inglês

Você sabia que a insegurança no trabalho, causada pelos motivos anteriores, pode ser diminuída se você souber falar inglês?

Como?

Veja, as empresas estão buscando cada vez mais se expandir para novos segmentos. E, de preferência, em mercados internacionais. Por conta disso, as transações comerciais entre diferentes países estão se tornando cada vez mais comuns.

Esse fato faz crescer a busca por profissionais fluentes em inglês, que é a língua mais falada por executivos internacionais. Isso comprova o quanto é importante possuir este diferencial no currículo.

Só para você ter noção da importância de aprender uma segunda língua, o Guia Salarial, publicado, anualmente, pela Robert Half, empresa internacional de recrutamento, mostra as características mais valorizadas pelos empregadores de acordo com a área de atuação.

E a fluência em inglês sempre se destaca, impactando, inclusive, o valor do salário, em alguns segmentos de mercado.

 

 

E para todos os níveis, sejam gestores, executivos, empresários ou, até mesmo, empreendedores, que desejam ver seus negócios prosperando.

Neste cenário, o profissional que domina o inglês está preparado para desenvolver uma carreira de sucesso. Assim, conquistará as melhores oportunidades no seu mercado.

Enfim, essa certeza, em conjunto com as demais dicas para aumentar a confiança no seu trabalho, proporcionará a segurança necessária para que você produza os melhores resultados para a organização que o contratar.

 

 

Pronto para acabar com a insegurança no trabalho?

É essencial identificar o que causa sua insegurança no trabalho, se esforçando para realizar ações que reforcem sua confiança.

Também é necessário se conscientizar que existem motivos que estão fora do nosso alcance. Um exemplo disso são as flutuações do mercado em que atuamos. O que precisamos fazer é nos prepararmos da melhor maneira possível, nos tornando um profissional desejado pelas organizações.

Investir em nossa autoconfiança, em relacionamentos saudáveis com nosso gestor e colegas de trabalho, dominar o inglês… Esses e outros são fatores que contribuirão para conquistar esse objetivo.

Agora você já sabe o que precisa fazer para vencer sua insegurança no trabalho! Coloque em prática e comece a colher os frutos dos seus esforços!

 

Posts Relacionados

Intercâmbios e Viagens
  • Por: BSL Idiomas
  • 14/05/2019
Universidades norte-americanas: como estudar nelas?

Quer estudar em universidades norte-americanas? Vem com a gente e descubra tudo o que é preciso para chegar lá!

Carreira e Profissão
  • Por: BSL Idiomas
  • 20/02/2019
Diferencial competitivo: por que o inglês é um deles?

Saiba qual o diferencial competitivo que um bom currículo precisa ter e como o inglês pode valorizá-lo.

Carreira e Profissão
  • Por: BSL Idiomas
  • 20/02/2019
Como melhorar o currículo profissional com um curso de inglês?

Com o aumento da competitividade no mercado do trabalho, tem se tornado essencial melhorar o currículo. Veja algumas formas de fazê-lo.

Carreira e Profissão
  • Por: BSL Idiomas
  • 19/02/2019
Descubra os 6 principais motivos que te deixam inseguro no trabalho!

Conheça os 6 motivos que causam insegurança no trabalho e o que fazer para resolver este problema.

Aprender Inglês
  • Por: BSL Idiomas
  • 15/02/2019
8 melhores aplicativos e sites para você organizar filmes e séries!

Conheça 8 sites e aplicativos para organizar filmes e séries e nunca mais se perca nos episódios da sua maratona!

Carreira e Profissão
  • Por: BSL Idiomas
  • 15/02/2019
Você viu as oportunidades de emprego no mercado? Vem ver!

Está procurando oportunidades de emprego? Descubra como saber inglês pode ajudá-lo nessa busca!